top of page

"Seminário zero" de J. Lacan.

Atualizado: 17 de jul. de 2022


Antes do seminário propriamente dito, que começou em 1953, Lacan organizou reuniões em sua casa/ consultório na Rue de Lille, 5 - Paris.


Em 1951-1952 “L’Homme aux loups de Freud” (O homem dos lobos de Freud) e em 1952-1953 “L’Homme aux rats”.

Embora esses seminários não tenham sido estenografados, contamos apenas com as notas dos auditores daquela época.

Apenas em 8 de julho de 1953, Lacan oficialmente inicia seu ensino público, logo após a criação da Sociedade Francesa de Psicanálise.

As anotações foram compartilhadas e alguns psicanalistas redigiram esse documento e disponibilizaram.

Nos links abaixo vocês encontram esses textos no original em francês e traduzidos para o português e em breve digitalizados nesse artigo.


O mais intrigante é que ele começa o “Seminário do homem dos lobos” fazendo referência a um seminário anterior, o qual haviam trabalhado sobre “O caso Dora”!

Evidenciando que o seu famoso “retorno a Freud” estava desde o início, bem como o Real, Simbólico e Imaginário. Mas isso fica pra próxima!

Comente aí o que você achou ...

Espero que tenha gostado!


Esse artigo foi escrito por Carolina Moreirão, Psicóloga brasileira residindo e trabalhando na Holanda, Pós-graduada em Psicologia Clínica pela PUC-Rio e participante de Formações Clínicas do Campo Lacaniano de Paris e Bruxelas, autora do artigo "A psicanálise se resume a um divã?: impressões de uma psicanalista (em formação) na Holanda" - Editora Blucher -, disponível no livro "Psicanálise afora".




766 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page